Powered by eSnips.com

segunda-feira, janeiro 7

Existes?

Um corpo quente enroscado no meu
um beijo carinhoso, que diga tudo...
Um suspiro, enquanto te aconchegas melhor.
O ficar acordado a ver-te dormir...

Acordar e saber que não foi um sonho.
Sentir o teu corpo colado no meu
O teu calor, a tua pele suave,
as curvas e recantos onde me perco,
onde me descubro e sei quem sou.

A cada dia que passa mais acredito
que és apenas um sonho.
Uma miragem
neste deserto em que me transformo.
E a cada dia que passa
mais altos são os muros
que ergo à minha volta.
Cansei-me de perseguir sonhos,
de acreditar em miragens.
Cansei-me...

13 comentários:

SF disse...

Nos sonhos ganhamos asas e voamos livres... na realidade, precisamos de alternativas, mas voamos na mesma. Podemos fazer acontecer tudo, contornando as nossas limitações, mesmo que por portas travessas.
Queríamos que fosse à mesma velocidade dos sonhos... isso é o que nos custa mais.

Deixo beixus mil
E tens uma parede à espera :)

SF disse...

A brincar, a brincar, um dia vou cobrar-te isso :)

Beixu de boa noite

Sha disse...

Não é um sonho, existe. Claro que existe! Não desistas de a encontrar... porque ela espera que nunca baixes os braços (e baixar os braços, às vezes, mais que casaço, é desistir).

Bjo grande e boa semana
Sha

Whispers in night disse...

Ola Artista e poeta!

Maravilhoso poema.
Um corpo junto, quente o respirar, o coracao batendo ao mesmo ritimo, dois seres se completos que se estao amar....
mil beijos
(ja tinha saudades de te ler)
Whispers

SF disse...

Certo!
Já está... no mail do mestre :)
beixus

Som do Silêncio disse...

Faz-me bem ler-te, sabias?

Bjs

Som do Silêncio disse...

:)

Um Momento disse...

Hum...
Muros que sempre se podem destruir...
Os sonhos esses... quem sabe um dia ... não se tornem realidade...
Mas sabes...eu também ando cansada...

E ao ler-te... reli-me um pouco a mim também

Mas não desisto;o)

Beijo com muiiiiiiiiito carinho!!!

(*)

su disse...

Só é bom deitar abaixo os muros do sonho quando eles se tornam realidade...o cansaço da perseguição dos sonhos pode despoletar a fraqueza da alma, a descrença...

Deixaste o teu poema como um corpo que se move, com harmonia e cadência, por entre as palavras e recantos de cada frase tua. Muito bonito!
:))

Beijos em fio aqui da Teia.

Huckleberry Friend disse...

AAAAgh, porque é que há poemas que nos fazem gritar de raiva por não os termos escrito em dados momentos da vida?!!? OK, apesar do tom danado, isto quer dizer que só tenho um adjectivo: gostei.

Ana Luar disse...

Ai meu querido poderá existir cansaço para o amor?
Um beijo doce como o amor.

DarkMorgana disse...

Não te canses de perseguir os teus sonhos!
Pelo menos não enquanto não te cansares de viver.

Beijos

Paula disse...

Nunca nos cansamos dos sonhos!
A vida sem eles torna-se vazia!

O poema transmite muita sensibilidade à flor da pele!

Abraço de sonho